Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

As transferências dos "grandes" portugueses (infografia e fotogaleria)

Venda de Falcao colocou as contas do FC Porto no "verde", ao lado das do Benfica. Já o Sporting regista um saldo negativo de mais de €19 milhões. Veja as grandes transferências do futebol português.

Benfica, FC Porto e Sporting de Braga, semi-finalistas da Liga Europa na época passada, contrataram muitos futebolistas, mas registam lucro nas transações, a poucas semanas do fecho do "mercado".

Levando apenas em linha de conta as transferências efetuadas e confirmadas até à data, benfiquistas, bracarenses e portistas são, entre os "europeus", os que registam saldo positivo na contabilidade de entradas e saídas.

Falcao e Micael colocaram contas portistas no "verde"

O campeão nacional apresentava, pela manhã de quinta-feira, o maior défice entre entradas e saídas, mas as transferências de Falcao e Rúben Micael, para o Atlético de Madrid, colocaram as contas portistas no "verde".

A venda da dupla deixa o FC Porto com um saldo positivo de quatro milhões de euros e acaba por atenuar o mais elevado investimento alguma vez feito por uma equipa portuguesa (41 milhões de euros).

FC Porto com nove reforços

Os "dragões" contam com nove caras novas no plantel às ordens de Vítor Pereira, destacando-se as aquisições dos brasileiros Danilo, por 13 milhões de euros - segunda mais cara de sempre por parte de um clube português, apenas superada pelo também portista Hulk - e Alex Sandro (nove).

Além dos jovens ex-Santos, também Mangala (6,5 milhões), Defour (seis), Kelvin (dois), Kléber (2,4) e Iturbe (1,5) obrigaram os "dragões" a desembolsar.

Benfica apresenta o melhor resultado do mercado

No entanto, é o Benfica que apresenta o melhor resultado neste "mercado" de transferências, graças aos encaixes financeiros obtidos com as vendas para Espanha de Fábio Coentrão (Real Madrid), por 30 milhões de euros, e Roberto (Saragoça), por 8,6.

Os "encarnados" registam um lucro superior a 9,5 milhões de euros, mesmo após terem investido quase 30 milhões de euros em aquisições.

Quanto aos 17 novos futebolistas, destacam-se o belga Axel Witsel, contratado por 7,5 milhões, os argentinos Enzo Pérez e Garay, ambos orçados em 5,5 milhões, e o brasileiro Bruno César, que custou 5,3 milhões.

Sporting de Braga com reforços a custo zero

Já o Sporting de Braga, que conta com 12 novos atletas, a maioria a custo zero, aparece no encalço das "águias", sendo que apenas Baiano, Henrique, Rodrigo Galo e Zé Luis obrigaram os bracarenses a "puxar" do livro de cheques.

Para os mais de seis milhões de lucro dos "arsenalistas" contribuiu de forma decisiva a saída do lateral Sílvio para o Atlético de Madrid, por oito milhões de euros, naquela que foi a única transferência que rendo algo aos minhotos.

Sporting com saldo (muito) negativo

Atrás dos "arsenalistas" surge o Nacional, sexto classificado na última temporada, que mantém o equilíbrio das finanças, já que apenas contratou jogadores em final de contrato e viu sair Rafael Bracalli e Bruno Amaro na mesma situação.

Com o Vitória de Guimarães inicia-se o grupo dos deficitários. O conjunto da cidade-berço contratou 10 jogadores, entre eles o uruguaio Jean Barrientos e o argelino Soudani, num investimento total de 1,8 milhões, apenas atenuado com a vendas de Lionn e Rui Miguel.

No último lugar do grupo surge o Sporting, com um saldo negativo superior a 19 milhões de euros. Apesar de ter contratado quase tantos jogadores quanto o Benfica (14), os "leões" já desembolsaram 19,63 milhões de euros, mas ainda não realizaram qualquer encaixe significativo.

O ponta-de-lança holandês Ricky van Wolfswinkel (5,4 milhões) e os extremos espanhóis Jeffrén (3,75 milhões) e Diego Capel (3,5) obrigaram a mais de metade do investimento, enquanto nas saídas, apenas o francês Sinama-Pongolle proporcionou algum encaixe financeiro, com o empréstimo ao Saint-Etienne.

Veja quais os dez jogadores mais caros de sempre do futebol português:
Deco, FC Porto/Barcelona, €21 milhões
1 / 10

Deco, FC Porto/Barcelona, €21 milhões

Ricardo Quaresma, FC Porto/Inter de Milão, €24,6 milhões
2 / 10

Ricardo Quaresma, FC Porto/Inter de Milão, €24,6 milhões

David Luiz, Benfica/Chelsea, €25 milhões
3 / 10

David Luiz, Benfica/Chelsea, €25 milhões

Di María, Benfica/Real Madrid, €25 milhões
4 / 10

Di María, Benfica/Real Madrid, €25 milhões

Nani, Sporting/Manchester United, €25,5 milhões
5 / 10

Nani, Sporting/Manchester United, €25,5 milhões

Ricardo Carvalho, FC Porto/Chelsea, €30 milhões
6 / 10

Ricardo Carvalho, FC Porto/Chelsea, €30 milhões

Pepe, FC Porto/Real Madrid, €30 milhões
7 / 10

Pepe, FC Porto/Real Madrid, €30 milhões

Fabio Coentrão, Benfica/Real Madrid, €30 milhões
8 / 10

Fabio Coentrão, Benfica/Real Madrid, €30 milhões

Anderson, FC Porto/Manchester United, €31,5 milhões
9 / 10

Anderson, FC Porto/Manchester United, €31,5 milhões

Falcão, FC Porto/Atlético de Madrid, €40 milhões
10 / 10

Falcão, FC Porto/Atlético de Madrid, €40 milhões